Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Post-it`s da Joana

Notas, recados, listas, pensamentos, opiniões, desabafos...

Post-it`s da Joana

Notas, recados, listas, pensamentos, opiniões, desabafos...

Eu Joana me confesso viciada nela.

E como qualquer vício é e sempre será uma relação de amor-ódio.

A parte boa da coisa é quando nos perdemos em belas escritas; aquele tipo de escrita em que pensamos "estas palavras podiam ter sido minhas!porque não me lembrei disto antes?!"; e que invariavelmente ficamos seguidores e claramente invejosos!Mas daquela inveja boa. Esperem mas há inveja boa?...ok, adiante. Gosto de ler. Gosto de saltar de blog em blog e absorver aquilo que têm para me dar. Seja actualidade, notícias, humor, locais longínquos através de fotos de cortar a respiração, sejam coisas de gaja (sem serem demasiado fúteis ou femininistas claro está!),  ou música, ou pessoas. Isso. Gosto de ler sobre pessoas. Gosto de conhecê-las, sem as conhecer demasiado.

Entuasiasmam-me sempre novos blogs, novas escritas, novas visões!

Contudo, embora me perca com tanta leitura, comento pouco. (Talvez isso explique também a pouco afluência a este meu espaço!Sim, eu sei eu mereço. )

Mas comento pouco porque há muito que me sinto irritada com um factor. A ausencia de feedback. E isso irrita-me!

Sempre que conheço um novo espaço onde me sinto bem, faço questão de pelo menos o dizer ao autor, deixando um comentário. Mas raramente há um comentário em resposta.

Sempre que tenho um comentário, ou recebo um email faço questão de responder. Sempre.

Óbvio que o meu nível de exigência com os outros é igual. Já deveria ter aprendido que a coisa não funciona bem dessa forma...

Mesmo depois de me aperceber que existem blogs com visitas diárias e com caixas de comentários extensos comó caraças, e com uma ausencia completa de comentários do próprio autor!

Serei só eu que penso que isso é um atitude um bocadinho altiva e de pouca consideração com os leitores!?

 

Bem, eu por cá prezo os meus caros leitores ( essas 5, 6 pessoas a quem pago para continuar a ler isto) e pretendo continuar a responder a cada comentário. Porque acima de tudo é uma questão de respeito.

 

Vá, agora vão masé comentar isto antes que eu me passe e mande a blosgosfera dar uma volta!Ah pois é!

 

Beijos bem virtuais para vós. 

 

 

Ela: Então como correu a consulta?

Eu: Bem! Vim de lá elucidada! Tu sabias que um copo pequeno de vinho, tipo 25cl equivale a um pão!!?

Ela: Pois o alcool é um bocado calórico...

Eu: Um bomba calórica é o que é!!

Ela: Ju, já sabes...A partir de agora nada de pão!

....

 

horas mais tarde por sms:

 

"Sócia! Logo jantar em minha casa! Vou fazer uma comidinha chinesa, coisa leve!Mantem-te concentradíssima*!!"

* de notar aqui a alusão fotobolística...evitável a meu ver!!!

 

"Ok! Eu levo o vinho."

 

"Claro! Mas já sabes não há pão pra ninguém!"

 

Nota mental: esquecer definitivamente as dietas, já que das amigas não posso.

 

Beijos hiper calóricos para vós!

 

... onde a crise não entra, nem a Troika intervem.

Onde se pode respirar (ar puro)com algum alívio por entre as pedras parideiras.

Onde os trilhos mal marcados nos fazem transpirar mas não é de preocupação, e onde as subidas acentuadas nos fascinam por não envolverem custos!

 

Um dia destes foi assim...

 

 

 

 

 

 

 

 

Frecha da Mizarela- Arouca

Dizem os entendidos que hoje é do dia internacional do Beijo!

Hoje inventam dias para tudo...mas a mim parece-me que este até não é mau de todo!Atenção! não que não possam dar umas beijocas nos outros dias!Porque podem e devem! Dizem também os entendidos da coisa, que a arte da beijoca faz bem, queima calorias e até desperta a hormona do bom humor!

Ora então, toca a dar umas belas beijocas!

E desta música lembram-se!?

 

 

Beijocas assim bem boas para todos vós!!!

  

 

 

Se dúvidas houvessem que a amizade é das coisas que mais prezo, dissipar-se-íam hoje...

 

Falam-se tanto de relações e desgaste das mesmas...de cobranças, de traições e oportunismos.

Eu falo de pura cúmplicidade.

De riso até às lagrimas.

De verdadeiros diálogos com olhares.

Do entusiasmo ou extase até (quase adolescente), sempre que uma delas tem um encontro!!!

De pura felicidade que sinto cá dentro,quando uma delas está grávida e vive tudo tão intensamente.

De como eles,por vezes com algum queixume, falam delas e das "vidas" em comum...

De como me corrói a dor deles, que eventualmente sentem em alguma altura da vida...

Da falta enorme que me fazem quando não estão perto.

Do orgulho que me preenche quando são bem sucedidos.

Falo sobretudo de simplicidade. Simplicidade na forma automática em que os incluo no meu futuro...como que se de uma extensão de mim e da minha vida se tratasse.

Costuma-se dizer que não se escolhe a família, mas escolhe-se os amigos. E bolas...sem dúvida que fiz a boa escolha.

 

Das más escolhas também diria algo, mas isso não valeria um post.

 

" Há companheiros dispostos a se fazerem mutuamente em pedaços, mas há um amigo que se apega mais do que um irmão."

Provérbios 18:24

Um cliente à procura do local onde embrulhar um artigo para fazer um presente.

Meio perdido sai-lhe esta pérola...

Ele:Preciso que me embrulhe.

Eu:A si?

Ele:Sim, a mim.

Eu:Hum, receio não ter papel suficiente.

Ele:Vá lá, com jeitinho tudo se consegue.

Eu:(retirando-lhe o artigo da mão..) Ok, dê cá isso que eu embrulho.

Ambos rimos da situação...Nisto ele segue-me, e desrespeitando a lei da "distânicia natural" entre dois desconhecidos, fixa os olhos para o que eu estava a fazer.

Eu: Está a tentar aprender alguma coisa é?

Ele: Sim sim...estou a apreciar. Tem jeito com o papel.

Eu:Tenho tenho. Mas tenho ainda mais jeito com a tesoura.

 

Nota Mental: Jovens trabalhadoras do serviço ao público, não vos deixeis levar por tipos bem parecidos e com uma certa graça e semblante catita... Que vos sirva de exemplo.

 

Hoje ao sair de casa de manhã tive a óptima sensação que já cheira a Verão. Literalmente. Eu explico.

Penso que é um cheiro característico da terra, do ambiente, do ar...Talvez não consiga  transcrever bem o que as minha narinas apuram.

Não é só facto de o sol se ter mostrado tão simpactico nos últimos dias. O próprio ar já não é de inverno, é uma ar primaveril. E é tão bom de sentir...

A sério, que é das coisas que mais me põe bem disposta...e tenho a certeza que não serei a única.

Gosto do inverno, pelo conforto e aconchego a que nos obriga, mas sem dúvida que o Verão é para mim a mais prazerosa das estações.

Mal posso esperar que esteja calor suficiente para pôr o corpinho ao sol; para provar a água salgada (e gélida é certo!!); para surfar ao por-do-sol; para sair à noite com pouca roupa e ficar a conversar até altas horas na rua com uma bebida fresca nas mãos...

Definitivmente vivo no país errado. O que eu andava bem de chinelinhho no pé e óculos de sol o ano todo...

 

Ai, venha o Verão se faz favor.

 

Beijocas quentinhas para todos!;)